Terceirização é uma abordagem de gestão que permite delegar a um agente externo a responsabilidade operacional por processos ou serviços até então realizados na empresa.
Dois dos principais motivos que levam as empresas à opção pela terceirização são a racionalização dos custos e a reestruturação da produção. Ao terceirizar, as empresas podem concentrar seus esforços em seu negócio principal, nas metas de médio e longo prazos e na diversificação de oportunidades. A essência desse processo é a interface organizacional entre contratante e terceirizada durante todas as atividades de terceirização.

A “terceirização estratégica”, por sua vez, ocorre quando a empresa terceiriza várias atividades, exceto aquelas específicas que lhe podem gerar uma vantagem competitiva. Algumas empresas terceirizavam basicamente atividades relacionadas à tecnologia da informação, passaram a fazer o mesmo em relação a processos administrativos ou de back Office. Por exemplo, um estudo da PricewaterhouseCoopers, realizado em 1998, destacou que os processos terceirizados com mais freqüência são o cálculo de salários e impostos.

Sendo assim e entendo a complexidade e responsabilidade na terceirização, preferimos adotar o critério de “parceiro” na terceirização. Nesse tipo de terceirização, o conceito convencional de “terceirização” é substituído pela idéia de “parceiro de terceirização”, que busca alcançar uma melhoria rápida e sustentável no desempenho da atividade.

Procuramos oferecer serviços de terceirização não apenas para reformular os processos de apoio, mas sim, para melhorar significativamente os processos cruciais para o sucesso.